Social Icons

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Série O Jogador - Danúbia Ferreira



 https://4.bp.blogspot.com/-toZxrlw54mk/V4XAb0zjzCI/AAAAAAAAaNk/Aea6UaLU-Ccwtb-jTPOueJRZDDUK_PwpQCLcB/s1600/O%2BJogador%2B1.jpg

 Ás de Copas - livro 1


Eu tinha sonhos... 

Comprar um carro legal, fazer faculdade, conhecer a mulher da minha vida e me casar. Teríamos um filho, talvez dois... 
Meus sonhos foram interrompidos quando meu pai morreu. Minha mãe se tornou uma viciada em álcool, drogas, e então perdemos tudo. Fugi de casa por causa do filho da puta que tentou assumir o lugar do meu pai e caí nas ruas. 

Me manter vivo foi outro desafio... 

Descobri de forma dolorosa que um homem jamais deve entregar seu coração. Fui traído, humilhado e ainda tive que ver a mulher – que pensei ser a mulher da minha vida – morrer nas mãos do cara que se tornou meu inimigo número um. Depois daquele dia fatídico, estudei, me formei e refiz minha vida. Tornei-me um homem impassível e, para mim, mulher servia apenas para suprir minhas necessidades mais básicas. 

Até conhecê-la... 

Ela era meu anjo caído... Olhos azuis, corpo delineado e cabelos negros como a noite. Linda de tirar o fôlego. Mulher de boca perversa, sorriso de anjo, corpo de demônio... Uma Bruxa. Ela seria minha morte e, antes que me destruísse, eu a deixaria sangrando, com o coração quebrado. Assim eu pensava, até meu inimigo voltar do passado e colocar em risco a mulher que virou meu mundo do avesso. 
Entre a razão e o desejo, entre a necessidade de protegê-la e o medo de colocá-la em risco, eu a deixei, mas meu inimigo estava pronto para assumir o controle. 

Meu pior pesadelo aconteceu... 
As regras mudaram... 
As cartas foram dadas e o meu Ás era uma delas. 

Entraria nesse jogo mais uma vez sabendo como terminava?”

 https://4.bp.blogspot.com/-NgZ6EE5oB_c/V4XAb4WynvI/AAAAAAAAaNo/EjkP2d5zfB8sAD4PJCuchxWfQiAkT69xQCLcB/s1600/O%2BJogador%2B2.jpg

Rei de Copas - livro 2


Escolhi o meu caminho... 

A mulher que me criou, que jurou me amar, me traiu. Ela tirou de mim meu coração, minha alma e, no processo, me tornou um assassino. Isso não me tornou doente, me tornou dono da minha própria vida, autor das minhas escolhas. Tornei-me um homem duro e frio, não tinha compaixão nem respeito pela vida humana. Nunca tive escrúpulos para fazer o meu trabalho, sempre fui muito prático. 
Arrependimentos eram apenas para as pessoas que tinham consciência, mas eu não tinha uma. Tornei-me um homem rico e poderoso, mas sem controle da minha vida e do meu destino. Era uma marionete, uma peça de jogo. Uma carta de rei na manga do meu Pakhan. Eu comandava o jogo, mas não era eu quem fazia as regras. Entretanto estava na hora de assumir as rédeas e pegar o que me pertencia de volta. 
Kelsee foi a única mulher capaz de chegar até o meu coração. Ela era tudo o que jamais ousei desejar e, aos poucos, tornou-se tudo de que eu precisava. Ela sabia quem eu era e não me recriminava. Havia apenas um problema: eu tinha inimigos. Muitos. Tê-la em minha vida a colocaria em risco constante, pois haveria uma fila de inimigos meus dispostos a fazer qualquer coisa para pôr as mãos nela. 
No momento em que as cartas foram dadas, eu já estava com o meu jogo pronto, mas, daquela vez, um passo à frente do meu inimigo. Entretanto a surpresa maior veio depois, de quem eu menos esperava. O meu erro foi achar que tudo estava sob controle. 

Eu estava enganado... 

As duas mulheres que eu mais prezava e amava foram pegas pelo meu inimigo. O jogo havia começado e, mais uma vez, o destino me pregava uma peça.


 https://1.bp.blogspot.com/-aQYKPDPqHX0/WgwoqeqsGpI/AAAAAAAAlTQ/Zv1amDVABf0E_-khl8LEsTGvMGZ6wDVXwCLcBGAs/s320/O%2BJogador%2B3.jpg

Dama de Copas - livro 3


Nem toda paixão, nem toda química, nem mesmo o amor que existe entre duas pessoas, seria o suficiente para mantê-las juntas...

Lana sentia atração pelo poder, era sem dúvida sua maior ambição. Seus desejos vinham de sua mente brilhante e sua autoestima elevada. Casar e ter filhos nunca foram sua prioridade, no entanto, um desconhecido desperta nela desejos que até então eram desconhecidos, um outro homem, despertava sua sexualidade. 
Uma amizade simples e descomplicada misturada ao sexo, eleva os ânimos, mostrando a Lana que nem tudo era baseado em regras autoimpostas. Enquanto um homem oferece a ela o desconhecido, o outro lhe oferece possibilidades. 

Lana tem uma escolha difícil a tomar: um caminho que daria a ela tudo que almejou, 
ou a proposta que sempre esteve de acordo com seu estilo de vida? 

Sentimentos conflitantes surgiram, fazendo a bela dama se confundir e entrar em uma guerra constante entre o que ela queria, o que ela merecia e o que ela era. Duas forças da natureza, cada uma com sua discrepância, brigando pelo amor de Lana. 
Connor acredita que, para amar, o casal não precisa estar junto. Não acredita que o relacionamento monogâmico é a melhor alternativa para uma relação duradoura. Ele acredita que o desejo, a química, o desconhecido é o melhor meio de fazer uma relação dar certo. 
Saul acredita que, para um relacionamento dar certo, é necessário que as duas pessoas estejam juntas. Que é possível desejar a mesma mulher durante anos e que é possível manter uma relação sexual ativa sem envolver uma terceira pessoa. O relacionamento é baseado na confiança, na fidelidade e no diálogo. Ele não acredita no sucesso de uma relação à distância. 
Dama de copas vem trazendo a diversidade das relações. Um mundo novo e desconhecido onde os personagens irão experimentar e vivenciar. 

Um quer a diversidade e o outro a monogamia. Onde será que Lana se encaixa?






Para adquirir os livros, clique em  Amazon.


Fonte: Facebook
Postado por Silvia  /  Matéria Cintia

Nenhum comentário :

Postar um comentário

CAROS LEITORES:
ESTE ESPAÇO DESTINA-SE APENAS A COMENTÁRIOS SOBRE POSTAGENS.

EQUIPE CLC



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Papo de Leitor (a)

Regras do Chat