Social Icons

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

What Happens After - Portia Moore



 https://3.bp.blogspot.com/-sTiNsLujoPw/WJvM4g1ssfI/AAAAAAAAenM/PQn9e5ptYQ8DlfDjML2ZsnSfQx7ae5g0QCLcB/s1600/What%2BHappens%2BAfter.jpg

What Happens After 


Isso nunca deveria ter acontecido. 
"Nós" nunca deveríamos ter acontecido. 
Ele e eu... 
Nossos caminhos se cruzam constantemente, mudando do impensável para o inevitável. 
Foi mágico, emocionante e definiu a vida... desprezível, estragou tudo. 
Ele me destruiu. 
Nos destruiu. 
Ele, eu e o que aconteceu antes... e todo o resto que aconteceu DEPOIS.





Fonte: Goodreads
Postado por Silvia

3 comentários :

Dani Buzzo disse...

Gente.... já faz tempo que eu não tinha essa vontade de colocar em palavras o que sentia ao terminar de ler um livro, mas acho que qualquer mulher com um pouco de sangue correndo nas veias se sentiria assim ao ler esse livro.
Primeiro preciso dizer que a Portia Moore é uma ótima autora, que trabalha bem com os personagens e evolui com a história de forma a nos deixar agonizar... kkkkkk os personagens mostram bem seus pontos de vista é isso nos ajuda a compreender os motivos de cada um.
Segundo, eu não quero e não vou ler o próximo livro dessa sequência, porque eu sei muito bem que está vindo mais uma daquelas seções de "perdão" que eu pessoalmente, abomino. É tudo muito bonito e muito nobre, mas não acredito que tudo seja perdoável, ou até pode ser, dependendo do ser humano evoluído. Em questão, mas isso não quer dizer que se podemos retomar o relacionamento. Matar o ódio do coração e aceitar que as pessoas são estúpidas e cometem erros, é uma coisa, mas continuar com essa pessoa é no mínimo falta de amor próprio.

Dani Buzzo disse...

Essa história fala sobre o que as pessoas são capazes de fazer e ainda usando a palavra "amor". Um homem que traiu a namorada com sua Irma porque se apaixonou numa velocidade record, mesmo depois de ter pedido a namorada em casamento. Uma mulher que amava a Irma, mas não titubeou ao se jogar no amor com seu quase noivo.
Muitas demonstrações de egoísmo em um mesmo livro e tudo em nome do "amor".
Enfim, o casal fica junto e esse mesmo homem que dizia amar a sua esposa, mas como ela não podia lhe dar um filho, se achou no direito de ter uma crise tardia sobre o problema e ter um caso de 6 ou 7 meses com a melhor amiga de seu filho de criação e inclusive comê-la dentro da casa que compartilha coma mulher que diz amar...
Esse segredo permaneceu por 8 anos e quando veio à tona pelo filho de criação, a família desmoronou...
Bom... confesso que tudo o que esse fdp fez, foi minimizado, porque o filho que o pegou transando com a amiga volta a falar com ele e a mulher traída, ainda se digna a estar na mesma casa que o safado.
Para mim, ele deveria ser colocado na cadeira de tortura e suas unhas arrancadas uma a uma a sangue frio !!!!! kkkkkkkkk muito homicida ???? Tenho ódio desses fdp traidores. Por mim eles poderiam se afogar nas próprias lágrimas de crocodilo e mooooorrerem.
Entendem agora porque eu comecei dizendo que não acho que todos os erros são perdoáveis? Ler sobre aquele merda transando com a garota que tinha idade para ser sua filha e ainda dizendo que amava a mulher.... me deu vontade de vomitar. Eu tenho NOJO desse imbecil e sei que no próximo livro, como de costume, a autora vai transformar a mulher dele em uma massa patética de perdão , que nada mais vai fazer, do que transformá-la em uma sem vergonha. Não sei por que as autoras fazem isso... será que elas acham que perdoar esse tipo de coisa e fazer o casal começar o "felizes para sempre" e romântico? Depois de uma coisa dessa, não há essa coisa de felicidade... como pode alguém conseguir colocar isso pra trás? Nenhum sentimento vale isso. Para amarmos alguém, temos que nos amar antes.
Ele está se sentindo solitários é triste? E quando estava comendo a garotinha? Ele se sentiu assim? NÃO!!!!!! Então agora, que moooorra !!!!!

Dani Buzzo disse...

Se é comigo, eu mandaria ele se foder.... me desculpem, mas isso é pouco. Ele que crie a filha que ele fez com a ninfeta que nem tinha maturidade e capacidade de ser mãe e entregou a ele a criança cromo se fosse um embrulho, já que era por isso que ele tinha se sentido tão "morto" e com a ninfeta, se sentiu tão "vivo" (palavras dele). Comeu a carne querido? Agora roa o osso !!!!! Eu nunca mais olharia na cara do infeliz a não ser para finalizar o divórcio na frente do juiz.
Não queria um filho??? Parabéns, conseguiu !!!!!!!!! Agora se vire e crie sozinho, já que a mãe fugiu.... kkkkkkk ôooo castigo bom e merecido !!!!! Queria ver ele se estrepando com requintes de crueldade. Pelo amor de Deus !!!!!! Ele disse na cara da mulher que a ninfetinha o tinha feito se sentir vivo é que se importava com ela.... desgraçado !!!!!
Agora me digam.... como esse miserável ainda pode querer perdão? Não sei quem é mais doente mental nessa história, ele por acreditar que é possível ou ela, por se quer pensar nessa hipótese... leiam e me digam vocês !!!!!
Bjs

Postar um comentário

CAROS LEITORES:
ESTE ESPAÇO DESTINA-SE APENAS A COMENTÁRIOS SOBRE POSTAGENS.

EQUIPE CLC



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Papo de Leitor (a)

Regras do Chat