Social Icons

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Série Notorious Devils MC - Hayley Faiman



 https://3.bp.blogspot.com/-H6iojoV0b5g/Ww9gZFbtssI/AAAAAAAArQo/ricqngyXk-Yp9b4S8QBJ3mIOEJOa1fjvgCLcBGAs/s320/Notorious%2BDevils%2BMC%2B1.jpg

Rough and Rowdy - livro 1


Kentlee Johnson sempre foi uma menina doce e com boas intenções e sonhos simples. 
Pierce "Fury" Duhart é um fora da lei, nascido e criado para ser o Presidente dos Notorious Devils MC. 
Quando um encontro fortuito os deixa cara a cara, Kentlee sabe que se envolver com o presidente do clube de motoqueiros da cidade não é uma escolha sábia. Mas Fury sabe o que quer e Kentlee é o que ele deseja. 
Deixando de lado suas inibições por uma noite, Kentlee se rende aos avanços do grande e mau motoqueiro. Só não sabia que Fury só precisaria de uma noite para virar seu mundo de cabeça para baixo.



Livros da Série



 https://1.bp.blogspot.com/-ZXDH457hHTE/Ww9gcdWzJfI/AAAAAAAArRI/DHJ6XoFZR3Ug-SIHHeVFX9Mg2OmjGwJmwCLcBGAs/s640/Notorious%2BDevils%2BMC%2Blivros.jpg



Fonte: Goodreads
Postado por Silvia

2 comentários :

Dani Buzzo disse...

Desde já, desculpem os spoilers:
Bem, eu adoro livros sobre clube de motociclista, principalmente os bem escritos e criativos, que envolver uma boa dose de romance, ciúmes, ação, rompimento sério, sofrimento e depois, a reconciliação... enfim, gosto das histórias que me fazem passar por toda essa Gama de emoções. Posso dizer que o enredo desse livro foi muito legal, embora clichê e a autora poderia ter feito um trabalho excelente com ele, mas pecou com uma visão completamente machista e apática.
Se pudesse resumir a Kentle em uma palavra, seria “patética” e o Pierce, como “imbecil”. Eu fiquei passada com a falta de reação da Kent com tudo o que aconteceu na história... pelo amor de Deus, se a autora queria reencarnar a Madri Tereza de Calcutá, poderia pelo menos ter feito essa história acontecer dentro do convento, porque a mulher era uma santa... deveria ser a primeira personagem literária feminina canonizada. E o pior de tudo e que a autora mostrou que santas sempre tomam no rabo.
Pensando friamente, talvez, os dois realmente se mereceram, “O imbecil e a capachona “.
Caramba !!!! O cara a trata como mais uma bunda, não usa camizinha, faz um filho nela, coloca a mulher dentro de uma casa para posar de bom pai, a trata como merda, escondendo ela, sob o falso pretexto de não envolvê-la com o clube para protegê-la, não deixa de olhar para as putas transando, não tinha certeza de que queria realmente assumir uma vida com ela, não a reivindica junto ao clube, a coloca em último lugar na vida dele, vai preso por três anos e a deixa grávida e sem nada, não aceita sequer falar com a mulher durante esse tempo, quando sai da prisão você acharia que ele iria direto vê-la, certo? Não.... o idiota prova mais uma vez o quanto não merece nem lamber o chão que ela pisa e fica mais preocupado em posar de macho alfa para seus homens e “caga” para a mulher que não vê há 3 anos e para o filho que nunca viu, e vai comemorar sua liberdade na boate de strip pensando: “peitos e bundas... estou dentro”.
Depois disso tudo, o que você acha que a puta burra fez? Esperou pelo bossau esse tempo todo e aceitou ele de braços abertos sem no mínimo, um segundo de rebelião... era só o cara colocar o pau pra fora, que pronto: a Santa virava capacho.
Pense bem... o cara estava na prisão pensando nela e ainda achando que não a queria se amarrar definitivamente... depois disso tudo, como por um passe de mágica, o imbecil decidiu que a amava e queria se amarrar. Quão patético é isso? No fim, a infeliz ainda se rebaixa ao nível dele, se oferecendo para se degradar sexualmente, mesmo sendo contra tudo o que ela acredita, para fazê-lo feliz... foi a gota d’água.
Primeiro que se fosse eu, jamais me misturaria com essa ralé... são os tipos dos caras bons para usar e depois jogar fora... Que é exatamente como eles fazem com as mulheres, então, use ele também é depois mande pastar... mas a verdade é que jamais seria um cada para formar família... pelo Amor de Deus !!! O cérebro fica na cabeça e não na vagina. Como alguém pode pensar em formar família com essa escória, que se droga, bebe até cair, acha que sexo é igual pão na padaria e vive de dinheiro sujo? Só se for burra !!! Para mim, esse merda não serviria nem para limpar os meu sapatos, pois eu mereço mais do que isso.
Espero que a autora faça uma modificação nesse “M.O” e imprima uma mudança no comportamento feminino nas outras histórias da série. Sinceramente, essa protagonista feminina me deu nojo.

Debora Batista disse...

Adorei o primeiro livro da série. ❤️📚

Postar um comentário

CAROS LEITORES:
ESTE ESPAÇO DESTINA-SE APENAS A COMENTÁRIOS SOBRE POSTAGENS.

EQUIPE CLC

Baby me Leva...





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Papo de Leitor (a)

Regras do Chat